A EDITORA

Urucum. Fruto vermelho nativo da América tropical, utilizado na pintura corporal, na culinária e na medicina. Na língua mebêngôkre dos índios Kayapó, urucum indica uma planta sagrada, chamada pykoré, com forte simbolismo em relação à fartura. De acordo com o jovem Mopa Kayapó, da aldeia A'ukre, ao começar um roçado ou na instalação de uma aldeia procura-se um urucum, pois dele fluirá energia positiva.

Em 2020, surgiu o primeiro projeto lançado pela Urucum, Gramática do Instante e do Infinito. Na verdade, o primeiro com fotografias originais de José Eduardo Agualusa e suas poesias. Uma edição limitada, em que cada objeto-livro é um primor de arte gráfica: todo impresso em Fine Art, o texto em papel de bamboo e as fotografias em papel de arroz. Neste ano também lançamos a caixas com desenhos e poesias  As muitas maneiras de dizer "eu te amo" de Ferreira Gullar e Cláudia Ahimsa e terminamos com o Antes de Tocar o Céu com fotogravuras de Siron Franco e poesias de Augusto dos Anjos

Nossas edições seguem o rigor artesanal e a qualidade gráfica dos livros de artista da prestigiada UQ! Editions, com quem possuímos vínculo de origem.

A UQ!, ateliê de livros feitos à mão, surgiu no Rio de Janeiro em 2014 e depois vem tendo continuidade em Lisboa. Lá publicou A Revelação do Avesso, um livro-escultura de Ferreira Gullar e, em seguida, a caixa com 32 objetos gráficos denominado galáxias de Antonio Dias e Haroldo de Campos. Em Lisboa, foi lançado o Cântico Negro, em 2017, no qual o poema de José Régio ganhou uma releitura assinada pelo artista Pedro Cabrita Reis em 70 pinturas únicas sobre papel de Bamboo, cada uma delas, aberta, medindo 200 x 125 cm!.

Na continuidade de nossos projetos editoriais de excelência, estamos produzindo os Cadernos da Minha Vida, da artista Joana Vasconcelos, dentre outros projetos.

Pensamos livros como verdadeiros objetos de arte!

 

Lucia Bertazzo, é doutoranda em Museologia, com bolsa da Cátedra Unesco - Educação, Cidadania e Diversidade Cultural na Universidade Lusófona de Lisboa. Possui graduação em Design e mestrado em Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás. Trabalhou, entre 2005 e 2010, com produção no ateliê do artista Siron Franco. Em 2014, no Rio de Janeiro, inaugurou UQ! Editions com Leonel Kaz. Ao mudar-se para Lisboa, em 2017, trouxe a editora e em terras Portuguesas a transformou em Urucum. Lucia também desenvolve projetos de curadoria, montagem de exposições e edições.

Olivia Portellada, é mestre em Arquitetura formada pela Universidade de LIsboa, Em sua trajetória, além da Arquitetura já trabalhou com fotografia, design e produção cultural. Hoje é a responsável pela produção na Urucum.